23.2.06

De saudar

4 Comments:

Anonymous odete pinto said...

Depois de tanta crítica...
Espero que haja muitas mais razões para aplaudir.

23 de fevereiro de 2006 às 20:32  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Ela tem confirmado ser pessoa empenhada, séria, paciente, perseverante, dialogante, bem formada e bem informada, etc.

Está muito bem no lugar, e só lhe tenho notado qualidades.

Tais como, também, nos ministros das Finanças, da Ciência e Tecnologia e da Solidariedade Social.

Os da Agricultura, da Defesa e dos N. Estrangeiros também parecem fazer o melhor que podem.

(Deixemos de lado a da Cultura, o da Economia, o da Saúde e o da A. Interna, para não estragar a digestão - pois acabei de jantar).

23 de fevereiro de 2006 às 21:01  
Anonymous Jorge Carvalho said...

Não tomemos a parte pelo todo. Esta é uma boa medida. Outras não passam de fogo de vista. Como a das aulas de inglês ao 1º ciclo,leccionadas por formadores sem preparação pedagógica, (mal) pagos por entidades privadas, quando há tantos professores qualificados no desemprego. Basta acompanhar a realidade das nossas escolas, não através do que os meios de comunicação vão passando, mas por dentro. Quem conhece a realidade do ensino sabe que a Sra. Ministra, apesar da boa vontade e seriedade, não domina suficientemente os dossiers. Vale ao Ministério da Educação o "spin doctoring", a força de uma propaganda que vai encobrindo os problemas e iludindo até muitas pessoas bem informadas. Neste caso, que conheço bem, sei que é assim.

24 de fevereiro de 2006 às 09:02  
Blogger Carlos Medina Ribeiro said...

Jorge Carvalho,

Bem... então talvez seja ela que tem mais jeito do que os outros para dar de si uma imagem de credibilidade.

Eu, se falasse com ela, era capaz de acreditar em tudo o que me dissesse. Enquanto que, se falasse com o Sócrates...

24 de fevereiro de 2006 às 09:08  

Enviar um comentário

<< Home